Publicado em 9 de novembro de 2012 às 14:32

Parque da cidade, no coração de Brasília

Por José Luiz Soares

Para quem se dirige à Capital Federal e não abre mão de momentos de lazer aliados à manutenção da boa forma física, com muito verde, ar puro e dezenas de possibilidades esportivas e culturais, vale a pena conhecer o Parque Sarah Kubitschek, também chamado de “Parque da Cidade”. Muitos não sabem, mas, com seus 4,2 milhões de metros quadrados, é o maior parque urbano do mundo, superando até mesmo o Central Park em Nova York.

Situado no coração de Brasília, encontra-se a cinco minutos do Setor Hoteleiro Sul e a dez do Setor Hoteleiro Norte. Verdadeiro complexo de lazer ao ar livre, concentra quadras de esportes, lagos artificiais, parque de diversões, centro hípico e pistas de caminhada, patinação, kart e ciclismo.

O parque é considerado patrimônio dos brasilienses, freqüentado por milhares de pessoas, principalmente nos fins de semana. Não faltam “grifes” a ele: fundado em 1978, tem projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer, sua obra paisagística ficou a cargo de Burle Marx e a área urbanística foi desenvolvida por Lúcio Costa.

Lá também fica o terceiro maior espaço coberto para feiras e exposições, shows, congressos e seminários do Brasil: o Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, com 55 mil m², ou Expocenter.

Saúde e Bem estar

O Sarah Kubitschek é incorporado à vida da população local, que encontra ali uma série de atividades, como Caminhada da Lua, massagens, ginástica chinesa, roda de capoeira e unibiótica. É possível, também, alugar bicicletas e medir a pressão arterial ou os níveis de colesterol e açúcar no sangue, mediante pagamento de taxa simbólica, serviço prestado nos postos do Corpo de Bombeiros.

Quem pratica corrida poderá usufruir de pista interna asfaltada, banheiros e vestiários, além de duchas para utilização dos seus muitos usuários. Com cerca de 9,3 km de extensão, é composta de subidas leves, mas constantes, e pequenas descidas. O parque oferece três círculos de quatro, seis e 10 quilômetros para a prática de caminhadas, cooper e passeios – tudo rodeado de muito verde e ar puro.

Cultura

Desde de agosto de 2012, fazendo parte dos projetos de revitalização do Parque da Cidade, surgiu o Projeto ”Música na Árvore”, buscando uma maior interação entre as pessoas, a arte e a natureza. O projeto tem como marco apresentações culturais, primando pela qualidade e diversidade de gêneros e estilos, além de oficinas paralelas de iniciação musical, canto coral, fotografia, oficinas de beleza, artesanato e artes cênicas.

O parque também é referência na oferta de shows musicais com entrada franca, trazendo regularmente atrações de grande porte nacionais e estrangeiras. Recentemente recebeu o festival “I Love Jazz”, realizado paralelamente em Belo Horizonte e Rio de Janeiro e que neste ano chegou a Brasília. A programação — toda formada por artistas norte-americanos — trouxe nomes como o saxofonista Scott Hamilton, o sexteto Dukes of Dixieland, o grupo vocal The Humdingers e o Meschiya and the Little Big Horns, de Nova Orleans.

Gastronomia

Os amantes da gastronomia lá encontrarão diversas opções de restaurantes, dos clássicos aos que se dedicam à culinária regional – em especial o tradicional xique-xique (carne de sol com arroz, paçoca, feijão de corda, mandioca cozida ou frita) e o tambaqui na telha. De segunda a sexta-feira, a maior parte do público é composta por executivos dos arredores que aproveitam para almoçar no parque. Já nos fins de semana, as famílias são responsáveis pelo movimento, tanto de pais e filhos quanto de casais que chegam cedo para suas atividades de esporte e lazer.

Para as crianças

Uma das atrações para quem tem crianças é o complexo de diversões Nicolândia, com seus 20.000 m², 30 brinquedos e uma estrutura repleta de atrações, como jogos e praça de alimentação, sendo há mais de três décadas referência de diversão infanto-juvenil em Brasília. Entre os equipamentos sucesso de público estão o Colossus Loop, uma montanha russa que pode chegar a 70 km/h, e o Super Frisbe, um pêndulo de 23 metros de altura, que pode atingir 120 graus.

Mas o Parque da Cidade oferece muito mais: lago com caiaques, bosques com churrasqueiras e lanchonetes, campos de futebol, ciclovia, campo de aeromodelismo, restaurantes, anfiteatro e estádio hípico.

Na sua próxima parada em Brasília, inclua o Parque da Cidade no roteiro e desfrute de ótimos e inesquecíveis momentos, com direito a saúde, relaxamento e diversão garantida.

Onde ficar

Confira nossas sugestões de hotéis em Brasília clicando aqui.

Serviço

Entradas: Eixo Monumental / Setor de Indústrias / Quadras 901, 906 e 910 sul
Asa Sul, Brasília, DF
Tel: (61) 3325-1092

O local funciona 24 horas, tem vigilância constante e pode ser visitado também de automóvel.