Publicado em 9 de março de 2012 às 13:02

Aeroportos testam sistema de monitoramento de bagagem

Novo sistema de monitoramento de bagagens em aeroportosPor medida estabelecida pela Infraero, a fim de oferecer maior segurança aos usuários e inibir a ação de ladrões, o aeroportos internacionais do Rio de Janeiro e de Brasília começaram a usar um sistema de monitoramento de bagagens nos terminais de desembarque.

Só na Capital Federal, o investimento da Infraero será de mais de sete milhões de reais, e, ao todo, serão mais de mil câmeras, em funcionamento, espalhadas por todo o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek.  Através de uma tela, o passageiro poderá acompanhar em tempo real todo o trajeto de sua bagagem desde o momento em que ela é colocada na esteira.

Mas se apesar da vigilância redobrada,  ainda ocorrer algum dano ou extravio da bagagem as orientações da ANAC são as seguintes:

- Procurar a empresa aérea para preencher o registro de irregularidade de bagagem (RIB);

- Caso a empresa descumpra as determinações, o passageiro deve se dirigir e prestar queixa diretamente para a ANAC;

- Se o passageiro estiver em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília, ele pode se dirigir aos Juizados Especiais que funcionam nos aeroportos destas cidades.

Segundo a Conciliadora do Tribunal de Justiça do DF e Territórios, Soraia Couto, só depois que a companhia aérea faz o rastreamento e a mala é finalmente considerada perdida é que vai haver uma indenização.

- O setor de indenização da companhia aérea vai propor uma indenização ao passageiro. Mas essa indenização é relativa ao peso da bagagem, e não ao conteúdo.