Publicado em 13 de junho de 2012 às 11:20

Táxis legalizados pela Prefeitura do Rio estão liberados para trabalhar no Galeão

A partir do primeiro minuto de hoje, 13 de Junho todos os táxis legalizados e cadastrados na prefeitura do Rio de Janeiro estarão liberados para pegar ou deixar passageiros nos terminais do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim/Galeão, na Ilha do Governandor, zona norte. O anúncio foi feito ontem, 12 de Junho, pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Segundo ele, a nova regra valerá até o encerramento da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), no dia 22 deste mês, e o objetivo é reduzir o tempo de espera dos passageiros.

Paes afirmou, durante entrevista coletiva no Centro de Operações da Prefeitura, que a Infraero – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária -, fez uma licitação para duas cooperativas atuarem no Galeão, mas dado ao aumento do número de visitantes, elas não estão dando conta e a espera está excessivamente demorada.

Alexandre Sansão - secretário municipal de Transportes -, acrescentou que atualmente 350 táxis são cadastrados pela Infraero, por meio de suas cooperativas, para atuar na região. Ao todo, há 33 mil permissionários na cidade. Sansão também informou que, para evitar a circulação de táxis ilegais, policiais militares contratados pela prefeitura, além de guardas municipais, operadores da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro e equipes da Secretaria de Transportes fiscalizarão o serviço 24 horas por dia.

Ele informou que os passageiros que flagrarem alguma irregularidade nos serviços prestados podem fazer denúncias por meio do número 1746 da prefeitura ou dirigir-se diretamente aos fiscais.

Ainda durante a coletiva, o prefeito do Rio destacou que novas alterações no esquema de trânsito na cidade para a próxima semana serão anunciadas hoje, 13 de Junho. Segundo ele, mais da metade dos chefes de Estado e de Governo que virão ao Rio para o evento têm chegada prevista para a próxima terça-feira, 19 de Junho.

Fonte: Agência Brasil.