Publicado em 30 de maio de 2012 às 17:47

Rio+20: FAB vai enviar mais 5 mil homens para reforçar segurança

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai enviar mais 5 mil militares para garantir as operações de segurança durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). A informação foi divulgada ontem (29) em nota do Ministério da Defesa.

Somados aos 15 mil homens das Forças Armadas e das polícias que atuarão no evento, o contingente de segurança da Rio+20 chegará a 20 mil pessoas. Os efetivos da FAB serão empregados no controle das bases aéreas do Galeão, na Ilha do Governador, dos Afonsos, em Marechal Hermes, e de Santa Cruz, na zona oeste.

O tráfego aéreo será monitorado pelo Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), situado ao lado do Aeroporto Santos Dumont. Todas as orientações de pouso e decolagem das aeronaves durante a Rio+20 serão feitas do CGNA.

Se houver ataque aéreo ou entrada de aeronaves sem autorização no espaço restrito, decolarão imediatamente caças Super Tucano ou F-5 M, mas a decisão para o abate só poderá ser tomada pela presidenta Dilma Rousseff.

A FAB também vai empregar helicópteros H-60 Black Hawk e AH2, de fabricação russa. O patrulhamento do espaço aéreo será apoiado por aviões radares. Em caso de emergência, serão acionadas tropas que estarão de prontidão nas bases aéreas.

Segundo o Ministério da Defesa, o custo total com o esquema de segurança da conferência é R$ 132,8 milhões, dos quais R$ 90 milhões provenientes das Forças Armadas.

Fonte: Agência Brasil.